domingo, janeiro 18, 2009

Poetry in the streets of Lisbon...


Beautiful Lisbon! Where the Light is unique in its nuances, shadows and lace...

Sacred City built upon Seven original Hills... The Legend says that it inherits its name from Ulisses, who in his travels would have founded Lisbon...




A city with almost "palpable" JOY...
A certain lightness in the air, an invitation to walk and reflect...


In its many winding roads, light, colour, shape and people all combining to bring you to an introspective mood, a longing for the Happiness of simple things and good friends...




The first announcement of impending night...



How would it be possible not to LOVE this City?
Isabel
(photos by Isabel).



20 Comments:

Blogger Isabel José António said...

Querida Isabel,

Fotos tão bonitas como que a focar o oculto que está sempre por detrás de tudo.

Parabéns.

Beijos

José António

terça-feira, 27 de janeiro de 2009 às 20:57:00 WET  
Blogger artspotter said...

I will certainly come and see how you show me through the streets of Lisbon...

domingo, 1 de fevereiro de 2009 às 21:03:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Dear Art Spotter,

Uau! THat was fast! Thank you for your visit, and count on us to "drop in" and visit your blogs...

domingo, 1 de fevereiro de 2009 às 21:43:00 WET  
Blogger Liliana said...

...why not good Lys?


See you

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009 às 15:51:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Why not? Indeed... But I guess Lisbon is always good... it is up to us to love her and give her the best of ourselves!

Big hug, Liliana,

Isabel

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009 às 13:55:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Querido José António,

Muito obrigada por seres sempre o maior incentivo da minha vida...

Celebro esta Cidade que é a nossa... ou será que nós é que lhe pertencemos?

Saudades do país do SOL...

Isabel

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009 às 13:57:00 WET  
Blogger Teresa Teixeira said...

I had written a commentary to this post and I cannot find it here...

I don't know what happened!

I will be back! :)

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009 às 21:55:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Hello Teresa!

Hope you will be back... See you soon

domingo, 15 de fevereiro de 2009 às 18:00:00 WET  
Blogger Jay Dee said...

Lisboa é lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 às 16:06:00 WET  
Blogger susaninha said...

Oi, o meu marido é de Lisboa, ele adorou reviver a sua cidade


Abraços

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 às 16:39:00 WET  
Blogger Lycan13 said...

Really beautifull! Lisbon as so many great places to visit, and observe. I really like this city, "she" as a lot to offer.

From, John Lycan

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 às 02:55:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Dear Jay Dee, thanks for coming by!

Isabel

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 às 12:58:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Querida Susaninha,

Que bom o seu Marido ter ficado feliz! Em breve farei outro post!

Isabel

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 às 13:01:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Querido Lycan,

Que boa surpresa! Muito obrigada pela sua visita!

Isabel

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 às 13:02:00 WET  
Blogger ลndreia said...

Esta Lisboa que eu amo! *

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 às 18:28:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Querida Andrei,

Então é muito bem vinda a este espaço e às nossas outras casas, a Poesia Viva, o Observatório e o Caminho do Coração.

Um abraço,

Isabel

sábado, 21 de fevereiro de 2009 às 11:52:00 WET  
Blogger Barbara said...

Lisboa...velha cidade....
Só me veio a voz de Amália Rodrigues.

quarta-feira, 18 de março de 2009 às 11:10:00 WET  
Blogger Isabel José António said...

Querida Bárbara,
Fico sempre feliz quando as pessoas descobrem este meu blogue, pois como é em inglês poucos cá vêm...

Bem, concordo com o seu comentário sobre a voz da Amália. Sabe, um dia aconteceu-me uma coisa estranha:

Esteva na Holanda e ía pela rua, andando, quando, não se sabe de onde, irrompeu a voz de Amália - e eu, ali, no meu de desconhecidos, nada pude para evitar que espontâneas lágrimas que caíssem pela cara... Ali longe, Amália era a voz da minha Terra que me dizia um inesperado adeus!

Xi coração,

Isabel

quarta-feira, 18 de março de 2009 às 13:46:00 WET  
Blogger Emanuel Azevedo said...

Trabalho fotográfico de grande primor. Os meus parabéns! Um forte abraço do meio do Atlântico e boas fotografias.

domingo, 5 de abril de 2009 às 23:47:00 WEST  
Blogger Isabel José António said...

Querido Amigo Emanuel,

Muito obrigada pelo seu simpático comentário!

Um abraço,

Isabel

segunda-feira, 6 de abril de 2009 às 12:46:00 WEST  

Enviar um comentário

<< Home